• Sem categoria

Igreja está em chamas pela terceira vez e pastor adverte que não vai parar de pregar

Uma igreja em Pondicherry, sul da Índia, foi recentemente incendiada. Os cristãos sabem que foi um ataque criminoso, pois extremistas hindus estavam se opondo aos cultos cristãos na área.

O pastor David Santosham, que dirige a Igreja Presbiteriana da Bíblia no distrito de Karaikal, diz que acaba de voltar para casa depois do final de uma reunião de oração no final de maio, quando seu telefone tocou.

“Era por volta das dez e meia da noite. Alguém me disse que a igreja estava em chamas. Eu corri para lá, mas já era tarde”, lembra ela.

consulte Mais informação

    A estrutura simples do telhado, com suportes de bambu e grandes folhas no telhado, foi reduzida a cinzas. “Sentimos um cheiro de produtos químicos, que suspeitamos ser a causa do incêndio”, lembra ele. Embora ele tivesse procurado as autoridades e revelado os nomes de alguns hindus que o ameaçaram, ninguém foi preso.

    Parte das paredes continuava em pé, mas toda a literatura cristã e instrumentos musicais estavam perdidos no fogo. No último mês, a igreja se reuniu ao ar livre sob uma tenda improvisada. No entanto, a estação chuvosa começou na região onde vivem e o temor é que por alguns meses eles não possam mais se reunir lá.

    “Nós deixamos a casa queimada intocada, à espera de uma investigação, mas até agora nada foi feito”, lamenta Santosham. Mesmo assim, ele garante que não parará de pregar o evangelho. “Não podemos alugar um espaço, nossa única esperança é Deus”.

    A igreja em Puducherry montou sob a barraca. (Foto: World Watch Monitor)

    Incentivos criminais não são novidade para sua congregação fundada em 2008. Esta é a terceira vez que seu templo é queimado. Ataques semelhantes ocorreram em 2012 e mais tarde em 2016. Mesmo sendo uma comunidade pobre, eles sempre foram capazes de reconstruir o local de culto.

    “Em 30 de setembro, cerca de 80 radicais do [grupo nacionalista hindu] foram à frente da igreja e impediram que as pessoas entrassem”, lembrou Evangeline Santosham, a filha do pastor. Algumas horas depois, o templo estava em chamas.

    Quatro anos depois, o pastor foi novamente ameaçado por extremistas hindus e viu a igreja sendo queimada criminalmente.

    Nehemiah Christie, diretor do Sínodo Pondicherry das Igrejas Pentecostais, disse: “O fogo na igreja presbiteriana é um alerta para os cristãos. Devemos nos unir, deixando para trás três diferenças denominacionais”. Ele explica que as outros templos na região estão dispostas a Socorro. Ele também lembra que ataques violentos contra cristãos estão aumentando em freqüência na maior parte da Índia.

    Há vários relatos neste ano de igrejas atacadas, pastores sendo mortos e os agressores sendo libertados, pois há cumplicidade das autoridades. Com as informações do World Watch Monitor

    Veja mais em Gospel Prime – Mundo Cristão

    Comentários

    comentários

    Você pode gostar...