• Sem categoria

Igreja histórica incendiada durante protestos contra a morte de George Floyd

A paróquia da histórica Igreja Episcopal de St. John, na Praça Lafayette, perto da Casa Branca em Washington, DC, foi incendiada enquanto os tumultos por protestos contra a morte de George Floyd aumentavam na noite de domingo (31).
O correspondente da Fox News na Casa Branca, Kevin Corke, estava no local para relatar que a igreja havia sido vandalizada com pichações e incendiada.
“Parece que a Igreja de São João está pegando fogo”, disse Corke. “Descemos as escadas e vimos que estava pegando fogo.”
“Isso é horrível. Vimos grafites e a porta foi quebrada, vimos algo semelhante acontecer mais cedo e, como você pode ver, definitivamente há um incêndio aqui”, disse ele meia hora antes do toque de recolher das 23h na cidade.
“É uma cena triste. Esta é uma igreja bonita. … A Igreja de São João é um marco em muitos aspectos, portanto, ver este prédio pegando fogo é uma coisa muito triste. Espero que eles possam chegar aqui e apagar o fogo” .
O apresentador da Fox News, Shannon Bream, explicou que a igreja é um lugar onde os presidentes receberam orientação espiritual em momentos difíceis da história do país.
“Numerosos presidentes … sentaram-se nesses bancos. Eles foram para lá em tempos de problemas nacionais, foram aos cultos regulares de domingo. Por gerações, os presidentes e suas famílias passaram pela Lafayette Square e foram sentar-se nos bancos da igreja. John “, disse Bream.
“No dia da abertura, você os verá lá e terá um culto de oração acolhedor no novo governo”, continuou ela.
O Departamento de Polícia Metropolitana postou um alerta no Twitter à meia-noite, notificando o público de que a polícia e o Corpo de Bombeiros de Washington estavam “respondendo a vários incêndios intencionalmente espalhados por toda a cidade, incluindo o da Igreja Episcopal de São João, a 1500 quarteirões da Rua H, NW, com @dcfireems. Esta igreja está em nossa cidade desde o início de 1800. Evite a área “.
No início da noite, os manifestantes levaram uma bandeira dos EUA exibida do lado de fora da igreja enquanto as pessoas gritavam: “Queime essa merda”.
A igreja episcopal diz em seu site que é conhecida como “a Igreja dos Presidentes”, porque todo presidente desde James Madison participou de um culto em St. John. O Banco 54 é reservado aos presidentes quando eles comparecem.
Parte da história consagrada em 27 de dezembro de 1816, a igreja é registrada como um marco histórico nacional.
Em uma carta aos paroquianos no domingo, horas antes de o escritório da paróquia ser incendiado, o Rev. Rob Fisher falou sobre os distúrbios no país e pediu mais unidade no momento em que é importante se posicionar contra o racismo.
“Escrevemos para você com o coração pesado, mas esperançoso. Nossa comunidade e nosso país estão ansiosos e inquietos. E, no entanto, podemos ver que milhares de pessoas estão levantando suas vozes e as organizações estão se engajando em ações pacíficas e significativas para honrar a memória da vida de George Floyd e inúmeras outras não foram perdidas em vão. Como o bispo Curry escreveu esta manhã, nos próximos dias e semanas, nos reuniremos como uma comunidade na igreja para seguir o caminho do amor e canalizar essa angústia em ações concretas, produtivas e poderosas “, disse uma carta do líder cristão .
Veja também

Veja mais em Guia-me – Mundo Cristão

Comentários

comentários

Você pode gostar...