• Sem categoria

Talitha Pereira: ‘Em desespero para descobrir o chamado, muitos o abandonaram’

Durante a mensagem “Qual é a sua vocação?”, A Pastora Talitha Pereira, que dirige a Igreja do Amor, em Paulista, Pernambuco, ensinou três princípios essenciais para viver plenamente seu propósito na terra.
Como dito por ela, a chamada não é sobre sentar no trono, é sobre o Rei; não se trata de conquistar novos territórios, mas de dominar o território que já é seu, e não se trata de controlar tudo, mas de se controlar.
“Muitas pessoas têm medo de não cumprir seu chamado. E nesse desespero de querer saber muito, parece que a ligação vai mais longe “, explicou. Para o pastor, durante muito tempo houve uma crença na Igreja de que o chamado era algo relacionado a pregar ou cantar. “Mas, graças a Deus, vivemos um momento de transição. Estamos aprendendo que podemos servir em várias áreas “, disse ela.
Ligar tem a ver com submissão
Citando a história de Abigail, esposa de Nabal, contada no livro de 1 Samuel, como referência para uma mulher inteligente e apaziguadora, o pastor afirma que, diante de circunstâncias difíceis, as pessoas revelam quem realmente são.
“Que mulher incrível. Isso nos mostra que revelar quem somos vale muito mais do que as ferramentas e recursos de que dispomos. E a liderança fala de quem somos e não de tudo que temos “, enfatizou.
Ela ressalta que o chamado tem a ver com submissão. “A maioria das pessoas pensa que liderança tem a ver com ‘comandar’, mas Abigail se ajoelhou diante de Davi e pediu perdão demonstrando humildade. Ela podia convocar todos os seus servos para defendê-la e dar ordens, mas optou por se submeter “, lembrou.
“Só quem sabe se submeter e obedecer tem autoridade. Chamar tem a ver com temor a Deus. A Bíblia mostra que a sabedoria é filha do medo. Não há como ser sábio sem temer a Deus. O medo é um profundo respeito pelo Criador “, disse ela.
Ligar é resolver os problemas de outras pessoas
“Quem é chamado a liderar é chamado a resolver problemas que não criou. Enquanto as pessoas apenas criam problemas, você apenas resolve problemas. Isso é governo, isso é liderança. Abigail assumiu seu papel e sua vocação, “ela enfatizou.
Talitha enfatiza que é preciso assumir o que se quer. “As pessoas precisam assumir o que realmente desejam. Não tem problema querer ser grande, querer ser médico, querer ajudar as pessoas, porque a glória vem de Deus. Basta dizer quem é a fonte de tudo. O chamado é fazer todas as coisas para Deus “, ela continuou.

Domine o território que já é seu
“Liderança e governo não se trata de conquistar, necessariamente, um novo território, mas de dominar um território que já é seu. Depois de falar com Davi, Abigail voltou para Nabal “, ela lembrou.
“Por mais difícil que sua situação possa parecer, fique nela até o fim porque é o seu território. Depois de dominar seu território atual, Deus lhe dará outros. Há pessoas que não atendem ao chamado porque estão esperando para serem colocadas em um lugar. Não é assim, você já está no lugar onde precisa estar, é só dominar. Lidere sem uma posição e depois alcance a posição “, disse ela.
Precisamos parar de pensar que o lugar onde estamos e as pessoas com quem vivemos é um erro. Deus não comete erros e Deus não comete erros. O primeiro domínio de Jesus foi uma manjedoura, não um palácio. Tem gente que quer ser missionária na África, mas ainda não pregou o Evangelho ao próximo “, comparou.
A Talitha também destaca a importância da autenticidade. “Não se contente em ser a réplica, não tente copiar outras pessoas, não se compare. Apenas seja você. Não cometa uma má gestão, isto é, uma má gestão do que Deus lhe deu, tentando imitar os outros. Brilhe com o que Deus colocou dentro de você “, aconselhou.
Controle-se
“Depois de resolver tudo, Abigail voltou para casa e encontrou Nabal bêbado. Ela não falou com ele naquele momento, mas esperou até o amanhecer. Este é o ponto culminante da autopropriedade. Não adianta querer controlar todos sem primeiro se controlar “, disse ela.
“Destruímos os argumentos e todas as pretensões que surgem contra o conhecimento de Deus, e levamos cativo todo pensamento, para torná-lo obediente a Cristo”. (2 Coríntios 10: 5). “Nossos pensamentos precisam ser treinados e as palavras controladas. Abigail fez isso, ficou calada e controlou suas atitudes “.
O pastor terminou contando a história de uma missionária inglesa que deixou sua carreira médica para cumprir seu chamado na África. “Ela desistiu de tudo e foi para o Congo, abriu um hospital, formou enfermeiras e iniciou um lindo trabalho voluntário. Lá ela falou sobre Jesus até ser sequestrada por um grupo de guerrilheiros “, disse ela.
Como dito por a Talitha, a missionária sofreu todo tipo de abusos e torturas, foi estuprada por vários homens e teve todos os dentes quebrados. “Eles fizeram de tudo para ela negar Jesus e não cumprir seu chamado. Ela até questionou onde Deus estava, já que ela deu sua vida para cumprir seu chamado “, disse ela.
“Um dia, Deus respondeu-lhe: ‘Não é contra ti que eles estão a fazer isto, o que estão a fazer a ti é por minha causa’. E aquela mulher perseverou até ao fim e não desistiu de Jesus. Foi libertada depois seis meses, ela foi enviada de volta para a Inglaterra, onde foi cuidada por dois anos “, ela continuou.
“As pessoas achavam que ela iria dar seu testemunho e descansar ao lado de sua família, depois de tudo o que ela viveu. Mas não, ela voltou ao Congo para cumprir seu chamado. E durante 30 anos de sua vida construiu mais de três vezes o que construía antes e serviu muito mais, porque chamar não é ter facilidades, chamar é uma escolha e uma decisão “, reforçou.
“Não desista de sua vocação. Você pode ter um Nabal em sua vida, você pode ter uma pessoa insolente e intolerante te julgando, diminuindo você, mas não desista de sua vocação. Vá até o fim e faça o que for necessário, porque nossa vocação, nossa vida e nossa obediência existem para levar Jesus a outras pessoas “, concluiu.

Veja também

Veja mais em Guia-me – Mundo Cristão

Comentários

comentários

Você pode gostar...